Clipping

Nota da Força Sindical sobre a crise humanitária na Venezuela

A Força Sindical manifesta profunda preocupação com os efeitos que a grave crise política, econômica e humanitária na vizinha Venezuela tem provocado no Brasil, em especial no Estado de Roraima, que tem recebido um enorme fluxo imigrantes venezuelanos, que abandonam seu país em busca emprego, comida e segurança. As autoridades brasileiras calculam que cerca de 40 mil venezuelanos, famílias inteiras, chegaram à Boa Vista, capital de Roraima, boa parte vivendo em abrigos precários e nas ruas, em condições desumanas.
Se por um lado demandamos que o Governo Federal, conjuntamente com os Estados e municípios mais afetados, estabeleçam um plano eficaz para amainar o sofrimento dos imigrantes venezuelanos, com medidas concretas de atendimento humanitário, alojamento, alimentação, atendimento à saúde, fornecimento de documentos e política ativa de emprego, condenamos qualquer preconceito xenofóbico para com os irmãos venezuelanos que procuram uma vida melhor no Brasil.

Sabemos que tal situação só será superada se prevalecer, no país vizinho, uma saída democrática e pacífica para a grave crise política e econômica que enfrenta a Venezuela, construída a partir do estabelecimento de um amplo diálogo social entre todas as forças políticas e com os trabalhadores, processo este que deve ser firmemente apoiado pelo governo brasileiro e pela comunidade internacional.

Fonte: Jornal Dia a Dia