Notícias > Contribuição Sindical, De Olho em Brasília, Reforma da Previdência, Reforma Trabalhista, Terceirização - Eu digo NÃO, Vida do trabalho

Imagem

MPT DO PARANÁ LANÇA OFICIALMENTE FÓRUM EM DEFESA DA LIBERDADE SINDICAL NESTA SEGUNDA-FEIRA (12)

Em evento realizado nesta segunda-feira (12) o Ministério Público do Trabalho (MPT) lançou oficialmente o seu Fórum em Defesa da Liberdade Sindical. O Fórum é uma iniciativa do próprio MPT e conta com a adesão de mais de 100 entidades sindicais do Paraná.

O Fórum vem sendo alinhado há pelo menos quatro meses, com reuniões regulares entre centrais sindicais e MPT desde dezembro de 2017. Juntamente com o lançamento oficial do Fórum, as centrais sindicais também lançaram o seu “Manifesto”, que contou com a assinatura das seis maiores centrais do estado (CSB, CTB, CUT, Força PR, Nova Central e UGT), e reúne ações para que a liberdade sindical seja colocada em prática neste contexto pós-Reforma Trabalhista.

Dr. Alberto Emiliano de Oliveira Neto, procurador do Trabalho no Paraná e um dos idealizadores da ação, destacou que essa é uma iniciativa inédita no Brasil e que busca abrir mais espaço para o diálogo entre Justiça do Trabalho e representantes dos trabalhadores e empresas. 

“O Fórum é o MPT abrindo espaço para que as entidades sindicais venham até nós e recorram ao MPT para amplificar os seus anseios, as suas bandeiras e os seus projetos de luta pelos direitos das suas categorias”, resume Emiliano de Oliveira Neto. 

Na mesma linha de entendimento, o Procurador-geral do Trabalho, Dr. Ronaldo Curado Fleury também destaca a abertura dada pelo MPT para as centrais com o lançamento deste Fórum:

“O Fórum é um espaço de debate, um espaço para que o movimento sindical em todas as esferas busquem alternativas de fortalecimento do movimento, principalmente diante destas graves mudanças ocorridas no processo da Reforma Trabalhista”, destaca Fleury. 

Para o movimento sindical paranaense esse é mais um passo na luta contra o corte de direitos promovido pela Reforma Trabalhista, como destaca Sérgio Butka, presidente da Força Sindical do Paraná, do Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba e da Federação dos Metalúrgicos do Paraná. 

“Esse apoio do Ministério Público do Trabalho com esse Fórum sem dúvidas facilita com que a gente continue buscando alternativas para que realmente o movimento sindical no Brasil tenha liberdade de poder escutar e deliberar com seus trabalhadores quais são os melhores caminhos para defender e manter seus direitos”, reforça Butka. 

Formaram a mesa do evento: Presidente do Tribunal Regional do Trabalho (TRT/PR), Desembargadora Marlene Suguimatsu; procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho no Estado do Paraná, Gláucio Araújo de Oliveira;  Procurador-geral do Trabalho, Ronaldo Curado Fleury; presidente da Força Sindical do Paraná, Sérgio Butka; presidentes das demais centrais sindicais do PR. 

Confira na íntegra (http://simec.com.br/media/documentos/cartilha_manifesto_grafica.pdf) o Manifesto do Fórum Estadual em Defesa da Liberdade Sindical.

Comente esta notícia