Notícias

Imagem

Brasil possui cerca de 19.491 obras paradas ou não iniciadas

Os números sobre obras paralisadas (a partir de investimento público) no Brasil seguramente são subestimados, seja pela escassez, dificuldade da obtenção das informações disponíveis, mas cruzando algumas fonte de informação secundárias é possível apontar alguns números.

Segundo relatório da Confederação Nacional de Municípios (CNM)¹ publicado em maio de 2017, o Brasil registrava 19.491 obras paralisadas ou não iniciadas, sendo que 8.239 delas eram obras paralisadas;

Já pelo levantamento feito pelo governo federal, a partir do Programa Avançar², destinado à acompanhar conclusão de projetos e obras já iniciados, havia pelo menos 7.439 obras inacabadas com investimento previsto em todas as regiões nas seguintes áreas: projetos rodoviários, de aeroportos regionais, de saneamento, de habitação, de mobilidade urbana, de saúde e de educação com investimento estimado de aproximadamente R$ 130,97 bilhões.

A Câmara brasileira da indústria da construção – CBIC, por sua vez publicou recentemente estudo sobre impacto econômico e social da paralisação das obras públicas³ segundo a entidade o impacto com as obras paradas poderia chegar a R$ 143,7 bilhões impactado em até 4,4% do PIB ( via demanda).

Fontes:

1. Disponível em: https://www.cnm.org.br/cms/biblioteca/Obras%20paradas%20cruzamento%20de%20base%20de%20d ados%20de%20contratos%20de%20repasse%20CEF%20e%20Restos%20a%20Pagar%20Siafi.pdf. Acessado em 28/06/18

As estimativas partiram da analise das base de dados disponibilizada pela Caixa Econômica Federal (CEF) referente aos contratos de repasse firmados entre os Municípios e a União, a CNM apresenta a seguir o relato da situação destas obras que são intermediadas pela própria CEF. A base de dados disponibilizada pela CEF refere-se à abril de 2017. A CNM cruzou os dados desta base da CEF com os dados do Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal (Siafi) disponibilizado pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN) com as informações sobre os Restos a Pagar (RAP)1 até 2016, que estão no Orçamento de 2017.

2. Disponível em: https://avancar.gov.br/avancar-web/empreendimentos. Acessado em 28/06/18

3. Disponível em: https://cbic.org.br/wpcontent/uploads/2018/06/Impacto_Economico_das_Obras_Paralisadas.pdf. Acessado em 28/06/18

Comente esta notícia